Alunos Conecta Paulínia aprendem as práticas sobre Oratória!

Autora: Profª. Camila Rebecca Busnardo


A importância da boa comunicação transcende os limites da linguagem verbal, afinal, nos comunicamos através de gestos, olhares e postura corporal. Para fazer uma apresentação em público, é importante levar em conta algumas dicas, que podem transformá-la em um sucesso. Vamos conferir?!


Oratória é o ato comunicativo, relacionado à eloquência: habilidade de bem falar. Por meio de uma boa fala, que seja expressiva, podemos despertar o interesse dos interlocutores e convencê-los ou, ao menos, fazê-los respeitarem nosso ponto de vista. Para que nossa comunicação seja eficiente, isto é, transmita com clareza e segurança as informações que desejamos, devemos nos atentar aos seguintes aspectos: comunicação verbal, comunicação corporal e domínio do conteúdo.


A linguagem verbal diz respeito aos fatores linguísticos, tais como conhecimento da norma padrão da Língua Portuguesa, uso do vocabulário adequado ao contexto, ritmo da fala, projeção da voz, dicção do orador (pronúncia das palavras) e sua capacidade de articulação da fala. Vale destacar a relevância de evitarmos o uso de expressões vulgares, gírias, bem como de “achismos”, pois isso empobrece nosso discurso.


Possuímos também a linguagem corporal, expressa através dos limites do nosso corpo: gesticulação, movimentação pelo ambiente em que nos apresentamos e postura física. Por meio deste recurso comunicativo revelamos às pessoas nossa (in)segurança, (im)propriedade sobre o assunto exposto, serenidade ou nervosismo. É importante mantermos a calma e fazermos exercícios de aquecimento e relaxamento, antes de iniciarmos nosso discurso. Como dica, sugerimos: treinar a respiração diafragmática, inspirando e expirando o ar; aquecer a voz, pronunciando os sons de “ts”, “br”, “m”; articular as palavras, o que pode ser feito com trava-línguas; e fazer um breve alongamento corporal.


Muito embora as pessoas comumente associem a oratória à ideia de saber falar corretamente nossa língua materna, não podemos nos esquecer de que, tão importante quanto dominar a Língua Portuguesa, é ter o domínio sobre o conteúdo a ser apresentado. O conhecimento sobre o assunto é de suma importância, pois transmite segurança ao público e a certeza de que as informações são confiáveis. Por isso, devemos conhecer profundamente o tema que, porventura, apresentarmos.


Além desses aspectos, é extremamente relevante sabermos lidar com os recursos audiovisuais – caso sejam utilizados –, para que eles nos auxiliem, não prejudiquem nossa fala. Para tanto, devemos, inicialmente, organizar um roteiro, para nortear a apresentação e nosso discurso; também não podemos perder de vista a noção de que as multimídias servem apenas como um apoio da nossa oratória, de modo que nelas inseriremos as palavras-chave selecionadas e as imagens que corroborarem as ideias que estamos transmitindo. Não podemos deixar que os slides dominem nossa apresentação, nem que retirem o enfoque de nós, sujeitos do discurso!


Falar bem vai muito além de saber o Português: tem relação com a habilidade de articularmos nossas ideias, conhecimentos sobre o assunto e sobre a língua e, principalmente, guarda correlação com nosso autocontrole diante do público. Bons oradores não conquistam apenas plateias, mas também se destacam pessoal e profissionalmente. A arte da oratória pode contribuir para a formação de líderes!



Conecta Copersucar | Copersucar | Instituto Crescer

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

Rua Cubatão, 929 cj 101 
CEP 04013-043 - Vila Mariana 
São Paulo - SP - Brasil

+55 11 4550-3910