Confira como foi a 3ª edição do Café Cultural de São José do Rio Preto

Autora: Cibele Brandão


As melhores reuniões são aquelas onde podemos encontrar parceiros, amigos e compartilhar ideias e planos futuros. Assim foi o nosso 3° Café Cultural , de uma maneira intensa, cheia de alegria e energia positiva. O evento no dia 9 de junho, na Eco do Santo Antônio, ficou marcado por um encontro de culturas e apresentações  e contou com um público de 207 pessoas.


Uma reunião de amigos sem esforços, disponíveis e prontos a doar seu talento para alegrar e tomar posse da comunidade carente de recursos de arte e acessibilidade a todas as culturas. Levar o som e a dança dá vida aos que menos tem, mas que trazem na sua essência talentos escondidos pela falta de oportunidade. Esse foi o caso  da Gabriela, uma garota com Síndrome de Down, de 18 anos, que pediu a vez e emocionou a todos como relata nosso apresentador Gabriel Lage :

“Destaco a participação da comunidade no evento,  pois houve  apresentações dos alunos do Vôlei Educacional, como participação espontânea, no qual destaco a apresentação da Gabriela, com 18 anos e que com Síndrome de Down, acompanhada de seus familiares fez questão de apresentar a coreografia da música da Anitta. Destaco ainda como foi emocionante a Dança Cigana da Cia. Eva, onde fomos agraciados com o cadeirante Fábio levantando todo o público, mostrando todo o poder inclusivo da arte sobre qualquer barreira"

Assim a reunião se deu com presenças incríveis como a Cia Afro Alma Negra, que como diz o líder Uelber Ty Osoguian: 

"No Café Cultural a dança Africanizada me fez pensar como é bom aproximar a comunidade, onde cada um pode mostrar o seu talento. Através do Conecta e seu projeto multicultural artístico, conseguimos destacar a nossa cultura, expressando outros povos, sejam elas indígenas, afros, ciganos, entre outros. Que nos trouxe o resgate da cultura afro, nossa base brasileira".

Cia Procuru e sua arte forte deixando seu recado e o gostinho de até a próxima. Lucas Barbosa e suas crianças, o cristal do futuro. Sulamita e sua dança solo representando a vida. Cia Eva Barbosa com a magia cigana, o encontro com a dança do ventre que  trouxe sua Tenda e Maria Tereza nos encantou ao bailar. Força, delicadeza e muita beleza. O futuro vindo das estrelas e a magia dos animes e cosplay, com sua perfeição e colorido.  Se ficou dúvida, a Capoeira e seu gingado dissiparam todas, tirando do público infantil mais talentos no improviso para mostrarem sua arte.

"Para mim participar do Café Cultural é sempre renovador e emocionante. Ver os nossos jovens e crianças engajados com a arte, dança e educação. O que traz para eles um crescimento saudável. É sempre gratificante!", diz Cleide Lima. 

Famílias e amigos juntos, como a Carla, filha de Lúcia e mãe da Valentina e do Benício relata, fechando nossa prosa:

"Eu e minha família fomos prestigiar o Café Cultural. Achamos muito interessante a forma como tudo foi conduzido. As apresentações foram de uma diversidade cultural muito interessante, rica em ritmos musicais, coreografias e várias faixas etárias. As crianças comeram pipoca e algodão doce. Pintaram os rostos, brincaram com balões e assistiram à todas as apresentações com muita alegria e atenção. Agradecemos ao Conecta, através da Cibele pelo convite e por nos presentear com um domingo diferente.Verdadeiramente um projeto a ser seguido por todos nós".

Dil Santos, parceira desde o primeiro Café:

"Penso que participar do Café Cultural é sempre gratificante e enriquecedor, vejo como uma possibilidade de aproximar comunidades e apresentar muitas coisas que nós não enxergamos ou valorizamos. Essa terceira edição do Café Cultural foi como um presente para nós do Cia Procuru e Balé Afro Alma Negra. Prestigiamos vários talentos e conseguimos ver nítido a mensagem de respeito de um para com o outro. Essa troca é fantástica e constrói uma sociedade mais tolerante, participativa e integrada em todos os sentidos. Parabéns aos organizadores, nos sentimos honrados pelo convite."

Por fim, esse Café, foi uma inspiradora e grande ciranda cultural, uma reunião de mãos dadas por um futuro mais integrativo e agregador, sem barreiras ou distinções. E como diz nossa música de encerramento nessa grande ciranda que reuniu artistas e público numa só celebração: "Só o amor, muda o que já se fez. E a força da paz junta todos outra vez. Venha, já é hora de acender a chama da vida.  E fazer a Terra inteira feliz!(Roupa Nova-Paz)



Conecta Copersucar | Copersucar | Instituto Crescer

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

Rua Cubatão, 929 cj 101 
CEP 04013-043 - Vila Mariana 
São Paulo - SP - Brasil

+55 11 4550-3910