Criatividade e protagonismo dos alunos são palavras-chave nas aulas do Vôlei Educacional II

No período de distanciamento social


Texto por: Gabriel Lage



Atualmente os processos educacionais, sociais e de consumo foram alterados devido à pandemia, que afetou a população mundial, transformando toda a sociedade, onde os mais avessos a tecnologia se rendessem a ela, e a criatividade aflorasse de forma que transformássemos todo o nosso modo de se relacionar, comprar e aprender. O Covid-19 tirou todos da “zona de conforto” e fez com que o que já era bom melhorasse e os processos com pequenos defeitos fossem ajustados. A educação, seja ela formal ou informal, está consolidada nas plataformas on-line. Os esportes de alto nível estão acontecendo sem a presença de público e os relacionamentos, principalmente com os mais idosos, foram para as telas de smartphones e computadores. O que tínhamos de características mais marcantes como latinos: o afeto, abraços e beijos, tiveram que dar espaços para toques de cotovelos ou punhos cerrados, mas a vontade de estarmos juntos não diminuiu neste período.


Com os jovens não é diferente, saudades da rotina, como ir à escola, da proximidade com os amigos, e para muitos, de praticar seu esporte favorito. Os espaços públicos e quadras se silenciaram sem o quicar de uma bola ou sem os gritos de jovens afoitos pela bola mundo a fora.


E neste quesito, o Vôlei Educacional não foi diferente, as estratégias de aulas foram todas alteradas do seu formato inicial. Iniciadas as atividades com os alunos no início de agosto, as aulas têm mantido os alunos como verdadeiros protagonistas, onde o propósito de transformação de suas realidades por meio do esporte não poderia ser deixado de lado.


Por meio das plataformas digitais conectamos os alunos para que pudessem adequar a sua realidade ao esporte que mais vencedor do Brasil nos últimos anos. Todas as nossas ações que puderam ser adequadas a esse novo momento foram adaptadas. As aulas são gravadas diretamente da casa dos professores e enviadas aos alunos por Whatsapp, ajustando o material utilizado pelos alunos (rolos de papel higiênico, almofadas, sacos plásticos e bolas diversas) e seu espaço domiciliar, as rodas de conversas transformaram-se em lives, que abordam temas diversos, dificuldades e resoluções de problemas. Com tudo isso, criamos um ambiente totalmente adequado a realidade dos jovens participantes do Vôlei Educacional.


Mesmo em momentos em que os jovens repelem o modelo virtual, depois de meses e meses nessa situação, o que tornaram as tarefas mais difíceis, os alunos, professores e comunidade do Vôlei Educacional participaram do “Festival Se Liga aí”, promovido pela TV TEM, afiliada da Rede Globo. Sem o contato direto entre os alunos ou mesmo professores, gravaram vídeos com 1 minuto de duração, com enfoque em dois temas de relevância: igualdade de gênero e sedentarismo. Todo o processo de elaboração, roteirização e gravação teve o protagonismo dos alunos, revelando novos talentos desses jovens, e sempre respeitando as normas de segurança sanitária por causa da pandemia.


O aluno Israel Cayres, 17 anos, destaca: “Foi muito legal participar da gravação do vídeo, mesmo sendo pequena a participação. Levar uma mensagem positiva para as pessoas faz muito bem para todos nós.”

Durante esse período também adequamos nossas ações com o modelo de Drive-thru para entregas das bolas que foram presenteadas aos alunos por meio da parceria com a REMS, assim como a entrega dos uniformes de treino. Para isso, utilizamos o espaço da Associação de Moradores do Jardim Santo Antônio devido a “ECO – Escola de Competência Dep. Roberto Rollemberg” estar fechada pela lei municipal de combate a pandemia do Covid-19.


Os desafios das aulas esportivas a distância e on-line continuarão até o momento de liberação das autoridades estaduais e municipais para a prática presencial, mas sem deixar a criatividade, o entusiasmo e o protagonismo de lado, mantendo os ideais de Programa Conecta, de uma formação crítica de cidadania e liberdade para toda a comunidade.

O Vôlei Educacional II é realizado pela Lei de Incentivo ao Esporte, uma parceria entre a Copersucar e o Instituto Crescer.


O Programa Conecta é uma ação de responsabilidade social da Copersucar, realizada nas cidades onde atua. A companhia considera o investimento social privado como importante instrumento para a transformação e o desenvolvimento dos cidadãos, visando a construção de uma sociedade mais consciente e sustentável. As oficinas de vôlei são gratuitas e voltadas a adolescentes rio-pretenses e santistas, de 13 a 17 anos. Para se inscrever, acesse o link: www.conectacopersucar.com/sao-jose-do-rio-pret ou https://forms.gle/EVPgqRFMw86hEkKJ7



Conecta Copersucar | Copersucar | Instituto Crescer

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

Rua Cubatão, 929 cj 101 
CEP 04013-043 - Vila Mariana 
São Paulo - SP - Brasil

+55 11 4550-3910