Empreendedoras do Chocolate

Autora: Adriana Emiliano


Uma das datas mais saborosas do ano, sem dúvidas, traz a possibilidade de empreender e gerar uma renda extra. A Páscoa é considerada a segunda data comemorativa que mais impulsiona as confeitarias e docerias de micro e pequeno porte. Segundo dados levantados pelo SEBRAE, as datas sazonais com maior índice de vendas são as festas de final de ano (79%) e a Páscoa (66%).


Nesta época do ano, a produção de ovos de Páscoa artesanais e produtos simbólicos deste período tem ganhado cada vez mais espaço por serem itens diferenciados, de valor afetivo e que podem substituir os ovos tradicionais de grandes empresas.


E vem crescendo constantemente também a preocupação dos empreendedores em ofertar itens para fins especiais como dietas ou opções alimentares alternativas. A “Bem Me Quero Cozinha Saudável” surgiu da necessidade de atender um público diferenciado e ter como missão ofertar doces mais saudáveis e nutritivos, sejam sem açúcar, sem glúten e/ou sem lactose. “Resolvi fazer ovos de colher com casca brownie, chamados de Brownie, e hoje eles são o carro chefe do empreendimento”, destaca a aluna Tatiana Araújo de Oliveira, 41 anos, de São José do Rio Preto.


Tatiana faz parte de uma pequena parcela de empreendedores nesse segmento. Segundo dados levantados pelo SEBRAE, apenas 24% das confeitarias e docerias trabalham com produtos para fins especiais.


Ofertar variedade de produtos e esbanjar criatividade são os lemas dos nossos empreendedores do ramo do chocolate, que buscaram durante a Páscoa inovar na apresentação, explorar novos sabores e fidelizar os seus clientes com produtos diversos.


Como é o caso da idealizadora da “Chocolatraz”, a aluna Thais Fernanda Gonçalves Silvério, de 19 anos, de Ribeirão Preto. “Eu gosto de produtos inovadores, então decidi fazer um ovo no pote e os ovos de colher, que são tradicionais da Páscoa. Também faço barras de chocolates, trufas e brigadeiros”, anuncia Thais.


A aluna Michelle Loures Gabarron Padial, de 37 anos, moradora de Santos, e criadora da “Bolos e doces Michelle Gabarron” explica o quanto é necessário inovar e diversificar diante dos desafios do cenário atual. “Esse ano diante de tantas dificuldades, oferecemos alguns diferenciais, tais como, kit caça aos ovos, caixas surpresa de chocolate para esconderijo, entre outros, mas com certeza teremos redução expressiva nas vendas. Temos outros produtos, entre eles, bolos confeitados com opção de topper, com o tema que o cliente escolher, bolos de café, docinhos de festa, sonhos, cupcakes com opção de topper de coelhinho de chocolate, e muitos outros.”


Dados levantados pelo SEBRAE- SP em pesquisa para traçar o perfil do consumidor mostram que a maioria dos consumidores de pequenas empresas (68%) pretendem comprar ovos de Páscoa. Já 55% afirmaram que pretendem levar chocolate para casa, enquanto 16% pretendem comprar ingredientes e bebidas para o almoço e jantar. A preferência pelos pequenos negócios também mostra um certo grau de conscientização do consumidor, pois 60% das pessoas disseram comprar desses comércios para desenvolver a economia local e ajudar os empreendedores.


Os desafios de empreender durante a pandemia estão ligados a especificidade do item e o valores dos insumos que vêm subindo gradativamente, o que acaba afetando o preço final dos produtos. A especialização é primordial para os empreendimentos sobreviverem durante a crise que o país se encontra, além de ser necessário inovar, saber divulgar seus produtos e apostar entre alternativas ao sistema de entregas.


O Programa Conecta tem apoiado os empreendedores a desenvolver seus negócios. Veja alguns depoimentos de participantes:


“Estou amando o curso e na medida do possível tento colocar em prática, principalmente a não desistir mediante as dificuldades encontradas”, relata a aluna Tatiana Araújo.


“Com o Conecta eu tive a oportunidade de adquirir um ótimo conhecimento. Muito do que aprendi coloquei em prática, mas nas circunstâncias em que estamos vivendo devemos estar em constante aprendizado, pois todo dia enfrentamos uma dificuldade diferente”, destaca a aluna Thais Gonçalves.


Estou muito admirada com o conteúdo desse curso, só posso elogiar o empenho dos professores que demonstram seu conhecimento e maestria na didática. Estar fazendo parte desse curso é maravilhoso e obviamente tenho colocado o conteúdo em prática, não só profissionalmente, mas no dia a dia. Gostaria de agradecer ao Conecta pela oportunidade, que mesmo diante de tantas adversidades que sofremos no comércio, ainda conseguem ofertar um curso de tanta qualidade gratuitamente. Gratidão!” , enfatiza a aluna Michele Gabarron.


Venha empreender com a gente. Inscreva- se em: https://www.conectacopersucar.com/qualifica%C3%A7%C3%A3o-profissional


O principal objetivo do Programa Conecta é promover o empreendedorismo por meio da formação cognitiva, comportamental e ferramental, para que os participantes criem e implementem um Plano de Negócios. Assim, busca-se preparar os jovens para enfrentar um mercado que está cada vez mais dinâmico e competitivo, exigindo profissionais preparados para enfrentar seus desafios.


Participe do Prêmio Conecta de Empreendedorismo:

Incentivaremos dois alunos de cada cidade com R$1.500,00 para impulsionar o seu negócio. Essa premiação é baseada no regulamento, na avaliação da banca técnica de mentoria e na participação e engajamento dos alunos.


0 comentário